Edward Tufte introduziu um conceito em seu clássico livro de 1983 “The Visual Display of Quantitative Information” que ele chamou de “data-ink ratio“.

Quando dados quantitativos são apresentados na forma impressa, um pouco da tinta que aparece na página apresenta dados. Outro tanto de tinta apresenta o conteúdo visual que não é de dados.

 

data-ink-ratio-formula

 

Ele recomendou aplicar esse conceito como um princípio de projeto: “Maximize a proporção de tinta de dados. Cada pedaço de tinta em um gráfico requer uma razão”.

Este princípio aplica-se perfeitamente ao desenho de painéis digitais, o que chamou-se de “Data-Pixel Ratio” (Stephen Few)

A tabela abaixo tem baixo “data-ink ratio” (ou seja, “tinta” sobrando):

data-ink-ratio-tabela-1

Os mesmos dados podem ser exibidos com alto “data-ink ratio” (ou seja, quase não há “tinta” sobrando – ou ainda, quase tudo o que é desnecessário no objeto foi eliminado):

data-ink-ratio-tabela-2

O exemplo abaixo demonstra a aplicação do conceito em um gráfico de barras.

data-ink-ratio-grafico-2