Antes de iniciar o projeto de desenvolvimento de uma aplicação QlikView, é fundamental entender para quem estamos construindo a interface e o que se espera dela.

Normalmente, da parte do cliente, há inúmeras pessoas envolvidas em um projeto de app QlikView, desde a equipe de TI, equipe de negócios, diretores e gestores, até o responsável pelo projeto, ou seja, a pessoa que escolheu você ou a empresa onde você trabalha para prestar o serviço.

Com tantas pessoas envolvidas, não é raro encontrar o profissional que está desenvolvendo a aplicação tentando atender a todos. Mesmo que tenha sido levantada uma lista de requisitos e indicadores a serem considerados, é fundamental para o sucesso do projeto detalhar o grau de importância de cada um destes indicadores com quem de fato irá usar a aplicação.

Para ajudar a identificar estas questões, é recomendável fazer um briefing com o cliente. Possíveis perguntas são:

  • Qual é o perfil do público? (cargo, faixa etária, familiaridade com softwares de gestão, etc)
  • Como o público lê as informações atualmente? (se utilizam outro softwares, planilhas, etc.)
  • O público tem familiaridade com o QlikView?
  • Qual a resolução de tela mais utilizada?
  • Quais os dispositivos a serem considerados? (smartphones, tablets, etc.)
  • Existe identidade visual da marca do cliente?
  • Quais as principais perguntas que os usuários farão? (pelo menos de 3 a 4 perguntas por aba) 
design-briefing-qlikview

Imagem: Divulgação / Qlik

O briefing visa esclarecer pontos sobre o perfil do público final, os principais questionamentos que este público fará (os quais a aplicação deve responder de forma rápida e simples), referências gráficas para desenvolvimento do estilo visual, dentre outros. Ter estas respostas documentadas é importante para que, ao final do projeto, sejam revisadas. Quanto mais fiel ao briefing, maior será o grau de satisfação dos usuários.

Nota: diferentemente do levantamento de métricas e KPI’s (geralmente descritas no anteprojeto) que é um documento técnico, o briefing tem um caráter informal e visa qualificar as informações levantadas no anteprojeto.