BMG: um banco de nove décadas inova e se adapta ao modelo digital

O Banco BMG é especialista na oferta de produtos e serviços financeiros adequados às necessidades de seus clientes. Com quase 90 anos de atuação, se consolidou no financiamento ao consumo de pessoas físicas e tem como missão popularizar as soluções financeiras no Brasil. Pioneiro na estratégia FIGITAL, une o melhor entre os mundos físico e digital para 4,3 milhões de clientes ativos – mais de 1 milhão deles são digitais. Disponibiliza um amplo portfólio por meio de seu banco digital ‘meu_BMG’, sua rede de atendimento física – composta por mais de 800 lojas help! Loja de Crédito – e cerca de 2 mil correspondentes bancários em todo território nacional.  O grupo ainda mantém a BMG Invest com foco em renda fixa; o BMG Seguros, direcionada exclusivamente ao Seguro Garantia; e parte da subadquirente BMG Granito.

Mashup Qlik Sense desenvolvido pela Cluster (Tela “Dashboard”)

MIGRANDO DO QLIKVIEW PARA O QLIK SENSE MOBILE

Com um vasto conhecimento e experiência interna no desenvolvimento de painéis QlikView, o BMG resolveu dar um passo à frente e entrar no mundo Qlik Sense, ao adotar o que há de mais moderno em ferramenta de análise de dados, especialmente para um cenário de self-service BI.
Contudo, a equipe interna de BI logo percebeu que, para um público que prefere consumir análises prontas em smartphones através de painéis guiados, a experiência oferecida pelo Qlik Sense ainda não estava completa. 

Foi quando, no final de 2019, o Banco nos procurou para expor suas expectativas de melhoria de UX e nos brifou da primeira missão: consolidar os principais indicadores de desempenho comercial em uma interface amigável e com design mais próximo possível de apps Android e iOS. O mashup visava agrupar vários painéis Qlik Sense nativos de forma que os usuários não percebessem a troca de contexto de app, onde fosse fácil acompanhar números de emissões de cartões, empréstimos realizados, crédito em conta, seguros, dentre outras informações. 

Com exceção das tabelas e filtros, todos os objetos foram customizados através de bibliotecas gráficas de visualização de dados. Essa customização permite criar novas animações, estilos, transações e funcionalidades em gráficos e tabelas. Mesmo tendo o principal uso em telas menores, todas as páginas foram desenhadas e implementadas de forma a adaptar-se aos demais dispositivos: tablets, computadores e smartphones.

Lançar mão da API do Qlik Sense para trazer os dados e renderizá-los de forma livre utilizando bibliotecas gráficas de visualização de dados, ou mesmo desenhando gráficos através de CanvasJS ou SVG, representou um ganho em UX e consequente aumento do engajamento no uso da ferramenta. Especialmente para empresas já acostumadas com o grau de customização do QlikView, fazer uso do desenvolvimento front-end em conjunto com o Qlik Sense oferece um salto imenso de qualidade e de experiência mobile aos usuários finais.

Tendo sido o primeiro projeto da Cluster em conjunto com o Banco BMG, o painel vem se mostrando fundamental para potencializar o uso do Qlik Sense dentro da instituição, além de valorizar o trabalho do time interno de BI. 

Mais cases