Já falamos aqui da importância de prototipar as aplicações de Business Intelligence antes de iniciar o desenvolvimento. Na Cluster, estudamos o negócio dos nossos clientes, desenhamos as telas, construímos wireframes e validamos o que será desenvolvido junto aos usuários antes de iniciar o desenvolvimento. Com esse processo, evitamos retrabalho, envolvemos os clientes e usuários desde o início do projeto e controlamos a expectativa, antecipando entregas, mesmo sem ter desenvolvido uma linha sequer de código no QlikView.

Este é o ideal que deve ser perseguido, independente da tecnologia a ser adotada (QlikView, QlikSense, MicroStrategy, Tableau, etc.).

Na semana passada, fiquei sabendo do novo workshop que o Stephen Few está ministrando: “Advanced Dashboard Design Workshop”.
Nos 3 dias de evento, grupos de 4 pessoas trabalham juntas para projetar (sem desenvolver) dashboards reais. Com a ajuda de Few, os grupos são guiados pelo processo de design que vai desde os primeiros desenhos à mão, até wireframes refinados. No último dia, os grupos apresentam seu trabalhos.

Prototipação QlikView
Foi uma grata surpresa saber que esse processo é tido como ideal também em consultorias tão renomadas no mundo, e que o conhecimento está sendo disseminado. É fundamental entrarmos num grau de maturidade que permita extrair o melhor que as ferramentas de BI oferecem hoje em dia, e para isso, é preciso entender, planejar e projetar as interfaces de interação e de leitura dos dados, assumindo que esse processo leva tempo, mas oferece imenso retorno aos usuários e aos negócios.