Se você trabalha desenvolvendo aplicações de BI em QlikView (ou QlikSense), certamente já se deparou com o desafio de organizar um grande volume de conteúdo (indicadores de negócio). Para ajudar a “guiar” os usuários através das abas, é fundamental seguir o método “DAR” (Dashboard, Analysis, Report), mas antes de detalhar o “DAR” quero explicar porque ele é tão importante.

Às vezes, por limitação do tipo de licenciamento do QlikView, acaba-se criando aplicações com mais de 15 ou 20 abas contendo KPIs, tabelas, relatórios, etc. Pense em como um usuário navegaria de forma intuitiva em uma aplicação com tantas abas, onde em todas elas se misturam KPIs (indicadores principais) e informações detalhadas. Certamente não seria uma tarefa fácil.

Por exemplo, você poderá ter numa mesma aba um indicador medindo o percentual de atingimento de meta de vendas e o detalhe de cada venda (é bem provável que você precise de mais de uma aba para exibir todas as informações necessárias). Ao exibir informações detalhadas e indicadores-chave simultaneamente, você na verdade estará atrapalhando a experiência do usuário. Como boa prática, deve-se apresentar informações aos usuários apenas na medida em que elas forem requisitadas ou necessárias (essa regra não se limita aos painéis QlikView, sendo aplicada na interação com qualquer interface web, aplicativo ou mesmo sistema operacional). Esta boa prática, na verdade, é um conceito conhecido como “Progressive Disclosure“.

Progressive Disclosure (em tradução literal para o português, “revelação progressiva”) é uma técnica de design de interação usada frequentemente na interação homem-computador para ajudar a manter o foco de atenção de um usuário, reduzindo a desordem, confusão e carga de trabalho cognitivo. Isso melhora a usabilidade, apresentando apenas os dados mínimos necessários para a tarefa.

Wikipedia

No exemplo abaixo, informações adicionais sobre o sistema podem ser acessadas ao clicar no botão “Relatório de Sistema” (elas ficam ocultas na tela pois são muito detalhadas para uma primeira “visão” do usuário)

Captura de Tela 2015-05-17 às 21.17.07

Em uma aplicação QlikView, a melhor maneira de fazer uso do progressive disclosure é oferecer ao usuário apenas a informação necessária de cada vez, ou seja, na primeira aba exibir informações gerais e nas demais oferecer maior interatividade e detalhamento, chegando às últimas abas com o menor grão de informação disponível. “DAR” significa que todas as suas aplicações devem seguir esta ordem lógica: Dashboard, Analysis e por fim o Report:

Abas de uma aplicação QlikView:

Dashboard
Indicadores mais importantes para a tomada de decisão; Pouca interatividade (filtros); Visão estratégica. 1 aba 

dar-qlikview-dashboard
Analysis
Telas de exploração de dados. Há maior quantidade de filtros, tabelas e gráficos a fim de permitir o descobrimento dos dados. 1 ou mais abas

dar-qlikview-anaylis

Report
Telas de relatórios. Informação no menor nível possível. É importante deixar o máximo de detalhamento possível dentro de tabelas. 1 ou mais abas

dar-qlikview-report

Seguir o DAR não é garantia de que seu painel será um sucesso, mas com certeza irá ajudar os seus usuários e entender e explorar melhor os dados na medida certa.